quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Eu era um delinqüente infantil!

Planejei friamente o crime:

Eu ia pegar o carrinho de bombeiro, aquele que ascende o giroflex e canta música quando anda, sabia que este era o brinquedo preferido da vítma.
Esperei ele acordar da soneca após tomar a vitamina de leite ninho com morango da Tia Sandra; empurrei o carrinho para o lado oposto da rota de fuga pelo parquinho;engatinhei desabalado para o triunfo, com o objeto de desejo na boca e ainda fiz bunda-lelê pra vítima que chorava de beicinho na sala de estimulação!

Foi assim que eu roubei a chupeta do Gustavo, enfiei na minha boca e engatinhei para a vitória!

E de uma vez só o Theo virou delinquente na escolinha e ficou com a ficha suja; Enfiou a chupeta alheia na boca, compartilhando bactérias, saliva e leite com morango; e mostrou pra mim que não importa o que o google ou a revista crescer digam, se eu não der chupeta pra ele ele vai roubar a chupeta alheia.

11 comentários:

Fá, Mãe da Ana Luiza e do Grãozinho disse...

Hahahahaha! O Theo é cheio de personalidade! Surrupiando as chupetas alheias! hahahahahaha

Tipo assim: "se ninguém me dá, eu vou lá e dou um jeito!" huashuashasuahsuas

Beijos Sol!!!

Tati disse...

E isso acontece mesmo...hahaha
Adorei seu blog...estou te seguindo! Visite o meu...
Bjs

Priscila disse...

Hahaah ele deve ter pensado: "Ela está achando mesmo que vai conseguir tirar minha chupeta. Não mesmo! Tem uma ali facin facin pra mim!" Esse Theo é esperto demais da conta!rs

Sei que a vida de mãe é corrida mas seus posts fazem tanta falta...rs

beijo e tudo de bom pra essa coisa fofa. Ah, e o Lester? Conseguiu se livrar dele?rs

Sol! disse...

Fá, eu quase pude imaginar a cena quando a tia da Escolinha me contou, diz que foi a maior crise diplomática no berçário. OGustavo ficou inconsolável!!!

Tati, eu não sabia, mas é comum mesmo né eles comportilharem chupetas para o desespero das mães, e felicidade das bactérias!

Pri, o pior é que ele nunca chupou chupeta, quer dizer, eu como mãe -xiita nunca quis dar né, mas aí ele vê todo mundo com o negócio na boca, não se conteve hahahaha

Gente, o Lester não morreu, foi pro apartamento de cima, juro que escrevo um post sobre o famigerado logo mais!

Bjos gatas

Tati disse...

Oi Sol...eu vou querer falar com vc e colher seu depoimento!
Achei ótima a sua história...
Beijos,
Tati

Paloma disse...

HAHAHAHAH!!!! É assim mesmo! Isa dava umas 'roubadinhas' de vez em quando também. bjo
Paloma e Isa

GrandeR@O disse...

huauhahuahuahuhuauhahuauhhuahuahuahuahuuhahuauha
boa essa

Euzinha disse...

Cara, vc escreve mto bem... Não com o português correto, mas com um humor cínico (com todo respeito) q eu adoro!rs
Para os meus favoritos!
levandoavida.blog.com

Bjus

Fá, Mãe da Ana Luiza e do Grãozinho disse...

Oieee

Tem um selo pra vc lá no meu blog!
beijos

Kesi disse...

hauahauhauha lembrei de quando eu era criança, adorava chupeta e minha mãe não deixava... até com 7 anos eu roubava chupetas de bebês só pra dar uma chupadinha hauhauahauhau

Beijos

Sol! disse...

Oi fá! nossa, vou agora ver os selos! Fiquei mei away esses dias!

Kesi! será que esse é o destino do Theo??? Delinquente infantil até os 7 anos! Roubando a chupeta de bebezinhos indefesos???

Oh God