terça-feira, 2 de junho de 2009

O pequeno dicionário de uma grávida


Assento preferencial

Lugar nos transportes públicos reservado a pessoas que fingem que dormem ou a senhoras com crianças acima de 12 anos no colo. Você, grávida desprovida de meio de trasporte póprio (leia-se – pobre), tem que ir de pé no corredor mesmo.

Barriga

Se você já não tinha (sei sei) vai passar a ter, se você já tinha, depeça-se daquela cultuada pancinha de chop e de alô para o apê do seu bebê. Cresce em progressão geométrica. Causa ogeriza em mulheres mal resolvidas e faz com que desconhecidos queiram tocar sua pança.

Bebê

A coisa mais linda desse mundo que, por enquanto, só você sente, conhece e entende. Com apenas 4 meses de existência ele já é campeão de natação na casinha dele, e seu principal divertimento é treinar viradas olímpicas, futebol e Muai Tai.

Big

Ver verbete “Pai”.

Enjoô

Algo que você vai sentir das coisas mais esquisitas: café-com-leite, desodorante Avanço, bolacha água e sal, sua vizinha, enfim, pode ser de qualquer coisa e tem uma consequência óbvia e igualmente escatológica.

Estrias

Invenção de uma entidade do mal que não gostava de mulher e achava que além de menstruar, engravidar e ter celulite, a gente merecia mais um castigo. Inspirado no animal mais Kitch que já existiu, a zebra, o ser do mal (ou como diria o Titio Boa-Pinta Cramunhão) resolveu desenhar em locais estratégios (peitos, cintura, bunda, coxas e qualquer outro local que lhe possa proporcionar elogios) as listras bregas do maldito animal. E matou dois coelhos com uma só caixa d’água. Além de bagaçada você fica bem “out”, porque estampa de zebrinha vamo combiná né gente...

Fome

Seu mentor intelectual durante a gravidez. O dia foi bom se você comeu. Mas não qualquer coisa e sim pratos exóticos como: Banana com mussarela e molho branco ao forno; Pêssego com sal; Arroz feijão mostarda e garapa; comida japonesa; abacate com limão açúcar (esse eu to com vontade agora!) e por aí vai... Vou patentear tudo e vender pro Fasano depois que o Theo nascer.


Glamour


Característica da qual você estará totalmente desprovida.

Hugo

Aquele cuja presença será constantemente solicitada nos 4 primeiros meses de gravidez.

Idade Gestacional


Cálculo cabalístico e misterioso realizado por curandeiros da tribo para determinar quando você engravidou. A única pessoa que sabe a data exata é o bebê, e ele vai nascer a hora que ele bem entender. Ou seja, não faz a mínima diferença.

Líquido Aminiótico

A piscina olímpica do bebê, dotada de Raias para treinamento do esporte preferido.

Mãe

Acostume-se com a idéia, vc já é mãe, mas não caia na tentaçao de fazer o que eu fiz e dar castigos alimentares pro seu bebê ainda na barriga. Vai por mim, que vomita é você.

Nascimento

Para alguns o milagre da vida. Para mim um absurdo da natureza, algo que vai completamente contra as leis da física que com certeza deve ter sido inventado pelo mesmo Cramunhão iventor das estrias, que certamente é homem mas não gosta de mulher, e que nunca, jamais, vai ter que fazer uma coisa tão grande sair por um buraco tão pequeno! Deus abençoe a peridural, e tenho dito!

Pai

Aquele que te deixou neste estado. Um ser do sexo masculino que geralmente acaba engordando junto com você, que morre de medo de te ver deitar de bruços e que ganha o dia quando consegue sentir uma cambalhota com a mão na sua barriga e é a única pessoa do mundo que ainda te acha gata com 11 kilos a mais.

Seios

Me nego a comentar esse tópico, próximo!

Ultra-som

O filme mais emocionante da sua vida inteira. Ele dura poucos minutos, a imagem é péssima, só tem um ator principal que aparece pelado e não diz uma só palavra. E eis que de repente bate um coração a 152 por minuto. O seu dispara junto e você finalmente acredita que no ventre cresce uma nova vida, fazendo todo o resto parecer café pequeno diante do milagre que já é dentro de você.

14 comentários:

Anônimo disse...

Meuuu que lindaaa!!!!!
Adoreiiii!!! aahhaahahahaha... a barriguinha cresce e o humor também, proporcionalmente!!!!
Beijosssss da Tia Baranga!

Mari Schmidt disse...

Oiii...
Acompanho teu blog ja tem um tempo e sei (mais ou menos) o que estas passando e sentindo. Minha irma ganhou nene faz um mes e esta morando comigo na casa dos meus pais. Mesmo nao sendo eu a mae do pequeno, a experiencia tem sido maravilhosa pra mim. O cheirinho dele é tudo de bom!!!!
Espero que aproveite muito cada minuto do teu bebe, pois são minutos magicos e maravilhosos...
Felicidades a todos e uma boa hora pra ti!!!
Beijos e abraços em todos!!!

Mundo The L. disse...

Ai que lindo e linda...

O filme mais emocionante deve ser mesmo esse...
Lindo lindo...

e eu não votei na enquete, mas AMO o nome Théo pra o Ervilho...
Que concerteza, não deve mais ser tão Ervilho assim agora...


Eu gosto desse nome pq é o nome que minha mãe daria pro neto dela..meu nascido...



beijo e mUUUUUUUUUUUUita saúde pra ti e para o teu bebê...


(..)

coizinha disse...

own...que cutcutcut...


é...nao faz sentido mesmo algo tão grande sair por um buraco tão pequeno...

e se a peridural nao resolver... cirurgia de perinio é a solução...

[pelo menos é o que minha mae diz...]

pontorouge disse...

Adorei o texto!!!
Eu, antes de engravidar (tenho um casal com 10 e 8 anos), achava barriga de grávida a coisa mais linda do mundo. Mas hoje, toda vez que vejo uma grávida, só consigo pensar: "coitada".
Não me interprete mal, por favor. Ser mãe é uma experiência única e engrandecedora. É quando nos sentimos mais completas, mais mulheres. É uma sensação maravilhosa, apesar de todas as dificuldades, os enjoos, as noites mal dormidas sem posição para o barrigão, os pés inchados...
No final das contas, só podemos nos sentir privilegiadas por passarmos por isso tudo.

E não pense que acaba com o parto... esse é apenas o começo. Os problemas, a preocupação e o trabalho aumentam na proporção que crescem os pezinhos.

Mas, quando eles dormem, a gente consegue olhá-los. Então vemos o berço (e depois a cama) "encolhendo", reparamos na boca ou nos olhos iguais aos nossos, lembramos de todas as descobertas diárias (deles e nossas) e da importância que temos nas vidas daqueles sereszinhos tão frágeis...

Então, só conseguimos agradecer por ter tido a honra de sermos mães deles.

Desculpe se escrevi demais e os erros gramaticais, consequência da emoção, mas seu texto me remeteu há muitas coisas que, hás vezes, com a correria do dia-a-dia, não dou a devida atenção.

Olha que nem falei das festas da escola, dos tombos que resultam em queixos abertos ou braços quebrados, das paredes rabiscadas com declarações de amor a nós.

Não sei se você é mãe, mas a única coisa que posso dizer é CURTA. Curta cada momento, CADA UM, pois eles passam mais rápido do que podemos perceber. E no final, tudo vale a pena.

Muita sorte

beijo rouge

Dani

Sâmia disse...

Ai, Sol, agora eu me emociono toda vez que venho aqui.
Aproveite esse momento, e muitas felicidades pra vocês.
Parabéns! E sorte!
Beijão

Nina disse...

Eu andava lendo umas coisinhas por aki nos tempos que a barriga ainda não era o apê do Theo .. rs.

A maneira como vc relata sua gravidez é de um encantamento que fico sorrindo ao ler ..

Desejo muita saúde e felicidades a vc mamãe, ao papai bi e a esse pequeno que nascerá cercado de amor.

Beijos

disse...

Nossa, mais uma pro rol das mães...
Concordo com tudo que você disse, tenho uma pequena de 1 ano e 8 meses e fiquei repleta de estrias, coisa de louco, mas vou seguindo tentando não pensar pra não deprimir kkkk
Saúde e felicidade pra vcs e seu bbzinho.

Da Silva disse...

Um dia eu ainda chego lá. Como pai solidário que serei, tentarei beber mais chope para que a minha barriga cresça junto, na mesma proporção.

Se serve como consolo, conheço muitas mulheres que, depois de virarem mamães, continuam dando o maior caldo.

bjs e felicidades

Mulher Separada no Sec.XXI disse...

Oi, adorei seu blog e seu texto! Sou mãe de duas crianças lindas, e curti muito minhas duas gestações e mesmo depois de tanto trabalho, quando vejo um bebê fico toda emocionada, pq ser mãe é a melhor coisa do mundo, inexplicável. A gente passa mil coisas, morre de raiva, mas quando vc ouve o chorinho na hora que nasce ou quando eles dizem "mamãe", a gente esquece de tudo, até das estrias que os outros não veêm ou das noites em claro. Ser mãe é uma dádiva, parabéns!!!

Anna Oh! disse...

Owwwwwwwwwwwwwwwwnnnnm q post lindo, Sol! Engraçado e sim, charmoso... pq eu acredito q tda grávida tem um charme inabalável!
Bjusss e saudades daqui!

Thiago da Hora Souza disse...

Me deu agoniazinha dessa imagem...

Gabriela Fabris disse...

Concordo em gênero, número e grau: "Deus abençoe a peridural, e tenho dito!"
Gravidez é MARA!

MiSsPiNkYfOrEvEr disse...

onde foste a essa foto??? essa é minha barriga... eu pus essa foto no meu facebook