quinta-feira, 25 de junho de 2009

A parte mais bonita do meu corpo é a minha barriga



Ok, eu to repetitiva, mas sabe como é. Ando ligeiramente grávida 24 horas por dia... Por incrível que pareça, entre óleos pra estria; vitaminas pra gestação, Ultra-sons e medinhos constantes do tipo: “Será que eu vou saber/querer/conseguir trocar fralda?” outras coisas, ainda, acontecem na minha vidinha.

Eu ainda passo mal pelo meu ex-chefe-propaganda-de-cueca-da-Calvin-Klein-Big (mas agora ele é meu noivo, pai do meu bebê e a gente tá comprando um apartamento – assunto pra um post todo a parte).
Little Big está cada vez mais me fazendo derreter por ele, e ainda me ensina coisas muito legais como a Música de abertura do Ben 10 e a usar o slogan do Cartoon Network como mantra( “Cartoon, a gente faz o que quer!”)
O trabalho continua sendo trabalho, com a diferença de que agora eu tenho que tentar entender de contabilidade, o que pra mim equivale ao serviço ingrato de um chinês preso na confecção clandestina aqui no centro de Sampa.
Eu virei “adevogada”de verdade, com direito até a carteira da OAB e, claro, pago uma anuidade de R$500 paus por isso...
Mas, mesmo com tudo isso acontecendo, e sendo muito assunto merecedor de post aqui no Sutia 44, eu hoje carrego a responsabilidade de um 44 no peito e de um bebê no ventre. Portanto meus caros o Theo vai continuar sendo assunto preferencial por aqui.
Mesmo que inesperadamente, como aconteceu hoje...

Eis que chega a hora do almoço e uma pessoinha dentro de mim avisa: “Mãe, tá osso, pode mandar ver na comida que o negócio por aqui tá racionado”, essa mensagem que o cérebro do Theo mandou pro meu foi rapidamente etendida pelo estômago no meio do caminho.
Restaurante do trampo, 11 reaus à vontade incluindo o suco e a sobremesa, paraíso da grávida!
Tudo corria bem até eu e Big adentrarmos uma Van pra ir retirar a minha carterinha de “adevogada” numa cerimônia pra lá de chata perto da Paulista. O convite pedia: Traje condizente com a profissão. O que no meu caso significa o acumulo de funções advogada-mãe-peituda.
Não tive dúvida, coloquei a única calça preta que ainda me serve, uma maxi-pull de malha cinza que deixa a minha barriga linda, e passei rimel e blush, o que é suficiente pra me deixar o mínimo apresentável. Eu tinha o máximo que me era permitido de glamour aos 6 (sim gente já são 6) meses deste estado interessante.
Mas no meio do caminho Theo e meu almoço tiveram um desentendimento sério na minha barriga. Não sei se foi a melancia com a rúcula, ou a laranja com o strogonoff, só sei que o barato ficou feio foi pro meu lado, que só tive tempo de descer da van no subsolo do trampo e chegar à privada mais próxima. E eu que pensava que essas coisas só aconteciam até o 4º mês. Me lembrem de usar a carteira da Ordem pra uma coisa realmente útil: processar os Autores de “O que esperar quando está esperando”.
Meu rímel borrou, me descabelei toda, fui vomitar num banheiro unisex e por isso tive que me equilibrar, em pé, pra acertar a mira no vazo (me dei melhor do que o pobre deficiente-peniano que usou o banheiro antes de mim, porque mijar pra fora da privada assim só tendo o pau torto mesmo), enquanto eu e o Theo botavamos o almoço pra fora, Big assistia à cena e tentava acalmar os 8 bombeiros da empresa que apareceram por lá e já chamavam a ambulância. Homem é tudo cagão mesmo...

Cheguei na solenidade numa situação nada solene. Com cara de quem aproveitou o cabelo e a maquiagem do dia anterior e com o Theo ainda tendo problemas de convivência com o meu almoço. Peguei a carteira antes que todo mundo e fora do salão-solene cheio de recém advogados usando trajes condizentes com a profissão mas incondizentes com o bom gosto. Gestante enjoada tem dupla preferência.

Nessas horas a gente até se pergunta: “Minha Santa protetora das mulheres parideiras, tem que ser assim tão cruel e desprovido de glamour carregar um bebê? Não precisava tanto amiga! Você podia ter pelo menos deixado a gente manter a nossa dignidade e maquiagem intocáveis...”

Mas esse momento descontrol dura poucos minutos, só até eu sentir os chutes do Theo enquanto ele faz a dança da vitória dentro do apê dele, após a brava luta contra o almoço-monstro.

Vale passar mal quantas vezes forem necessárias pra sentir o neném chutar e pra se olhar no espelho e pensar pela primeira (e talvez única!) vez na vida: A parte mais bonita do meu corpo é a minha barriga!!!

19 comentários:

Miss X disse...

O sutiã ainda é 44?

Sol! disse...

hum... 84! hahahaha

Persona disse...

sol?

quando nascer vc vai convidar a gente pra um cha?

rs

Da Silva disse...

Até aí, não me disse nada, a parte mais bonita (e a segunda maior) do meu corpo também é a barriga.

Mas o fato é que vc pode manter o assunto o quanto quiser. Na melhor das hipóteses, vai render um livro depois do parto, cujas vendas vão custear talcos e fraldas.

Boa sorte

boi luzeiro disse...

Não dá pra acreditar!!! mas dentro da dialética inesplicável da vida, era coisa certa!
minha amiga querida, to emocionadíssima aqui agora! Faz tempo que quero dar sinal de fumaça! MINHA FILHA COMO VC NÃO ME FALA DO THEO???????

tudo de bom pros três...manda sinal de fumaça qdo ele resolver dar um oi pra tia doida!!!
bjo

Sâmia disse...

Menina, eu tô adorando esses teus relatos da vida de grávida. Eles tão deixando o blog ainda mais legal!
Beijão!

pri2381 disse...

Vigi Maria, fiquei com tanta peinha de tu, menina!
Eu estou com 27 anos e ainda não tive o estalo do desejo de ser mãe, mas lendo o que escreves até que dá uma pontinha de vontade!!!
Tudo de bom pra vc.

Priscilla

coizinha disse...

bem...

como nunca vi seu rosto...nem sua barriga, nem seus braços, nem seus cabelos, nem...enfim

apesar disso tenho certeza [?] o pequeno Theo é a parte mais bonita do seu corpo.

Dricka Arouche disse...

Ai, que lindiinho isso tudo. :D

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

bem, eu achava que a parte mais bonita era o que estava dentro do bojo.

mas se vc tá falando, tá falado

Sol! disse...

Gente, o blogchá ainda tá de pé! Mas vai ser antes do Theo nascer porque ele precisa ganhar presentes!
Pessoas que estão em SP, eu e Big estamos sem um lar próprio, portanto sem local certo pra fazer a primeira baladinha do nosso bebê, mas estamos nos esforçando mto pra organizar num lugar bem bacana e o pessoal do blog está mais do que convidado!

Dou noticias por aqui!

Ps: Persona e Cruela, se vcs não forem corto relações virtuais com vcs hehehehe

Alle Snave disse...

Uuhh Adoro esse blog.
Estou lendo pra me preparar quando for minha vez. Então conte com detalhes. Eu também uso sutiã 44. Isso já rendeu muito drama. Já passei por fases em que só uso decote e por fases que só usava blusa fechada. Dormindo com sutiã ou sem sutiã... amando meu corpo ou marcando cirurgia de redução... (loucura momentânea. Já passou. B])

Morro de medo dos efeitos da gravidez. Mas acho que não vou precisar me preocupar com isso por um booom tempo.
Posso colocar o link desse blog no meu?
Gostei muito mesmo!
Beijos!

Daniela Oliveira disse...

Encontrei o blog hoje e stou adorando! Também estou grávisa e está sendo um grande alívio repartir essas difíceis emoções aqui!!
Vou referenciá-la no blog que estou montando...

Bjks e tudo de bom!

Sol! disse...

Alle e Dani! Linkem sim, a vontade!

Pódexa pois vou continuar contando aqui cada acontecimento da minha gravidez! Tô pensando desde já como vai ser o post do parto, mas como nada nessa hora sai do jeito que a gent epensa, vou parar por aqui com planos nesse sentido, só quem sabe a Hora que vai nascer é o Theo mesmo, que ele venha a hora que quiser (e não tenha uma cabeça muito grande), Amém!

Sarah disse...

primeira visita aqui e adorei o blog, ri mto com seus causos apesar d saber q pra vc eles nao tem nada d engraçado, mas a maneira q vc escreve, parabens!
e realmente, seus peitos ja devem estar no 50! rsrs!
beijos e um bom parto!

MateusDka disse...

... Tô indignado! Como assim, homi é tudo cagão, muié? Numa paulada só o infeliz vê as duas luzes da própria vida em posições iógues dentro de um banheiro unissex, mobiliza 8 bombeiros e uma ambulância, e ainda é chamado de cagão?

Fala aí... Big tá cumprindo o papel de "herói" que o Bigzinho vai precisar pra crescer e se tornar um homão, né? rssss... De certo será tão apaixonado - e cagão (leia-se preocupado com seu amor) - como manda o nosso figurino!

Vocês já são ótimos pais! Congrats! ^^

Gabriela Fabris disse...

rsrs... Amei seu blog! Adicionado ao meu!
Bjussss e parabéns pelo Theo!

Nina disse...

Aaahhh .. Quando leio aki sinto até vontade de ter um bebê .. Mesmo com os inumeros contratempos do estado interessante .. rs


Sol, vc será uma ótima mãe. Mãe coruja, leoa .. Uma mãezona ...

Muita saúde e felicidades pra essa família.

Beijos

Patsy disse...

aaaah, morri. ter filhotes é o propósito de terem me colocado nesse mundinho viu? Adorei seu texto, adorei o blog :)
felicidades =*