sábado, 10 de novembro de 2012

Você não é a mamãe, você é a PALMIRINHA!



O que dizer? Me desculpa? To sem aparecer aqui a meses... Daí que vocês devem estar pensando que eu vou ter que mandar uma desculpa ótima por essa falta grave com todas vocês, né não?

Pois então, lá vai a desculpa.
Gente, EU VIREI A PALMIRINHA!

Sério, juro pela minha cinta pós – parto que fez a minha barriga voltar pro lugar, depois que ela resolveu acumular-se toda para o lado esquerdo!

Ocorre que devido ao já sabido problema alimentar do Lucca, eu resolvi passar a fazer a comida TODO O SANTO DIA, porque como já bem dizia Zezé di Camargo e Luciano in propaganda do Sazón, o segredo É O AMOR!

Na minha cabeça a coisa funcionaria da seguinte forma, eu, com minhas mãos mágicas investidas no poder do Biotônico Fontoura, iria produzir uma comida tão delícia que o Lucca iria comer estilo Theo, iria recuperar o peso perdido, cresceria forte e reluzente e dedicaria o diploma de física quântica na USP para a minha pessoa!

E eu continuaria assim, uma mãe que trabalha e limpa bundas de cocô nas horas vagas e FIM.

Mas como na maternidade NADA sai como você planejou, eu percebi que o meu plano infalível de ser a Palmirinha corporativa ia dar muito mais trabalho do que parecia...

Primeiro, você precisa resolver com antecedência qual vai ser o menu. Tarefa fácil não? Não! Quando você tem em casa uma criança que não gosta de comer. E ponto.

O que fazer? Sim, pois meu objetivo é fazer o Lucca comer, então eu tento sempre pensar em pratos que ele desgosta menos. E mesmo assim ainda tem que rolar aquela chantagem emocional bem ao estilo “Eu trabalhei o dia inteiro e você não vai comer nenhuma coxinha do frango?” Daí eu faço cara de gato de botas no Shrek e ele acaba comendo. Me deixa! Eu trabalho 8 horas por dia de salto alto, tenho que pensar no menu da semana e fazer janta as 20h00. EU POSSO CHANTAGEAR! To escrito no manual das mães que trabalham.

Depois eu não consigo mais assistir a novela das 19h00. Sem mais.

E pra finalizar eu descobri que eu virei escrava do creme de cebola. Gente, é sério, como viver sem? Creme de cebola tempera frango, rocambole de carne moída, sopa, almôndega... Enfim, estou ainda explorando outras facetas deste condimento que é o meu melhor amigo na cozinha.

Dito isso, ontem o Lucca solta o seguinte na mesa do Jantar: “Mari, eu adoro a sua comida”. Pronto, sangue de Jesus mão de Biotônico tem poder!

Família alimentada, feliz e normal, certo? ERRADO.

Gente, o que está acontecendo com o mundo? Alow! Chego em casa ontem mais cedo e meu enteado de 10, repito DEZ, anos está saindo do apartamento, com o violão nas costas, dizendo que vai ensaiar com a Banda.

Alguém me amarrota que eu to passada! Eu achei que essa história de banda começasse lá pelos 14 anos, o que coloca o Lucca 4 anos a frente de seu tempo. Oi, produção, alguém pode por favor convidar a Rosely Saião pra esclarecer esse assunto no próximo post? Porque o negócio parece ser contagioso!

E o Theo! Entrou naquela fase dinossaurística sabem? Que costuma começar lá pelos 6 anos (alow, Rosely Saião, ajuda as colega). Tudo é dinossauro. Só tira foto fazendo cara de dinossauro. Só atende quando chamado de DINOSSAURO. Se alguém o chama de Theo a criança corrige:

“Eu não sou o Theo, eu sou o DINOSSAURO”.

“Tudo bem DINOSSAURO, você quer que a mamãe ponha feijão no prato pra você?”

“Você não é mamãe, você é MAMÃE DINOSSAURA”.

E isso já faz umas 3 semanas. Gente, vai passar? Ou ele vai estar na faculdade e eu vou ter que ligar pra república e falar: “Oi, aqui quem fala é a MAMÃE DINOSSAURA, posso falar com o DINOSSAURO por obséquio?”

E vocês? Como estão? Fazendo muitas receitas com creme de cebola? O filho de alguém também montou uma banda? O FILHO DE ALGUÉM SÓ ACEITA SER CHAMADO DE DINOSSAURO (ou de Ben 10, de Rei Leão, de Mac Queen? Vale tudo gente)?

Espero ANSIOSA pelos comentários, torcendo pra vocês ainda se lembrarem de mim,pro Lucca comer, pro Theo desistir de ser o dinossauro, pra minha barriga diminuir, enfim...

BEIJOS DA MAMÃE DINOSSAURA + PALMIRINHA PRA VOCÊS!

11 comentários:

Regiane disse...

Ola....

Menina, você descreve com tamanha exatidão nossas neuras e sufocos, não tem como esquecer seu blog....

A minha pequena tb não gosta de comer, o negócio é colocar Bob esponja e cada vez que ela foge, para o desenho....

Beijocas

Tatei e Nana disse...

Faz quase dois anos que meu filho de 4 está na fase dinossaurística... Ainda não passou. O que aconteceu é que agora ele mistura dinossauros com o King Kong e o Hulk. Bem interessante, né?
Bjs

Anaria Recchia disse...

Palmira, pode ficar sossegada que a Olivinha, my little sister, teve uma fase dinossauro muito intensa! Meus amnigos chegavam em casa e ela vinha engatinhando (sim, com seis anos) e rosnando, e não conversava, só rosnava, porque era uma dinossaura!!! Pode crer que a fase jurássica passa!!! ahahahahahahaha... PS: também sou escrava do creme de cebola, como sobrevivi sem ele antes? rsrsrsr Beijos

Syl - Minha Casinha Feliz disse...

Bom nunca comentei aqui mas quero te dizer que sou solidária a você: minha filha de 4 anos também não come e só quer ser chamada de Princesa __ (aí vc preenche com a princesa predileta do dia, porque varia, pode ser Ariel, Aurora, Merida, Cinderela...).

Beijos
Syl
http://minhacasinhafeliz.blogspot.com.br/

Liza disse...

hahahaha Ri muito! Daqui a pouco meu pequeno de 1 ano e meio começa com a fase de dinossauros. Não vejo a hora!

E estou solidária nesse quesito da comida. De vez em quando, ele empaca e tranca a boca. Aí ferrou...

bju

Francine Barrionuevo disse...

Eu posso me considerar uma mãe de sorte porque o Felipe é um dinossauro, para comer, é claro! Ele ainda não chegou na fase de autointitular-se piterodátio, mas come, dorme e respira os superheróes. Todos eles. bjs

Luana disse...

Amo seu blog, so isso que tenho a dizer... Sou mae de dois gatos, então nao tenho problemas com comida... E eles me chamam de "miau"... =)

Diane Lorde disse...

Seu post engraçado como sempre, e isto é bom, ao menos o humor ainda pertence à você..rsrs
Olha esta coisa de comida enlouquece qualquer mãe mesmo, meu filho que tem a mesma idade do Théo, come muito bem obrigado, só que diz na minha cara que prefere a comida da batchan (avó japonesa) que mora ao lado, praticamente a mesma casa... É que lá na casa da batchan pode comer no sofá e vendo tv. fala se eu posso?!

Myriam Scotti disse...

Impossível esquecer seu blog! Ri demais desse post!! Meu filho ainda não quer ser chamado de dinossauro, mas, quer calçar todos os pares de sapatos da mã e do pai, todos os dias, pela manhã e pela noite ( à tarde tá escola, amém!). Estou morta com farofa de tanto arrumar sapatos todos os dias. Fora isso, faço-te uma inveja! Meu filho come TUDO!!! É um buraco negro. Ontem mesmo, após lanchar meia garrafinha de iogurte com pão, quis tomar meu açai, 1h e 30min depois jantou e 1h depois tomou 150ml de leite pra dormir!! Não sei pra onde vai tudo isso...quer dizer...sei, né? porque o menino é um pato!!! Beijos pra vc!!

Ju Dalzoto disse...

Olá Palmirinha ou Mamae Dinossaura (adorei essa, estamos na fase aqui tb!)!!! Encontrei seu blog por acaso e me passei com este post! Estava precisando ler algo assim!!!!

Vou voltar pra ler mais, viu?!
Beijocas
Ju

http://milfacesdejuliana.blogspot.com

Letras Saltitando disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk

Banda com 10 anos??? Essa foi boa!!
E creme de cebola? Como é esse creme? É aquele que se faz sopa de creme de cebola? Já tinha ouvido falar mas nunca tentei!!!

Tenho uma sobrinha de 7 anos que gosta de um menino de 14, concluo então, que essas crianças estão muito precoce!!!! Deve ser os hormonios do frango kkkkkkkkk

bjos