terça-feira, 31 de maio de 2011

O Theo e o Oscar

Aí eu to em casa na segunda a noite, com sopa no fogo, Backiardigans no DVD corrigindo uma lição de casa de números arredondados quando escuto um estrondo: CATAPLOFT (eu amo onomatopéias tá, me deixa!).


Saí correndo, larguei a sopa, o Tyroni e a apostila do Anglo e fui acudir o Theo já pensando: pronto, quebrou o braço né, pra fazer esse barulho todo, já comecei a calcular a rota até o PS infantil mais próximo (mãe GPS mode on).

Quando cheguei no banheiro, o Theo estava lá dentro (a fixação por privadas continua, alguém podia me ajudar PELOAMORDEDEUS?), o velotrol estava dentro do Box, ele de pé, com cara de riso me esperando chegar. Olhou bem pra minha cara, mandou um: “ Tetheo íu” (traduzindo para os leigos que não falam nenenzêis significa “O Theo caiu”).

Foi aí que eu percebi que meu filho possui talento pra ganhar o Oscar! Ele deu dois passinhos FINGIU que tropeçou no próprio pé, deu um pulinho fake pra cima, soltou um “ai” e caiu sentado em cima da fralda esperando a minha reação desesperada. Aí eu fiz o que qualquer mãe normal faria: MIJEI DE RIR! E assim passamos a noite ouvindo “Tetheo íu” e vendo um bebê pular e cair de bunda apartamento a fora. It´s my life! (is now or neveeeeeeeeeeeer., i ain´t gona live foreveeeeeeeeeeeeeer – AMO BON JOVI)


Mais tarde, todo mundo deitado na minha cama, como eu muito bem já expliquei aqui, o Theo pega o IPad, e começa a FINGIR QUE ESTAVA LENDO!

Começou a correr os olinhos pela página que estava aberta e ia falando ao mesmo tempo todas as palavras do seu vasto vocabulário. Imaginem a cena: bebê de 1 ano e 8 meses de pijama, deitado de bruços balançando a perninha, “lendo” um texto mais ou menos assim:

“Tetheo , naná, cocô, imão, papai, mimi, irigi, cuco, mamá, Pepe, mamãe, papo, auau!”

Agora a tradução simultânea do nenenzêis para o português durante entrega do Oscar:

“Eu, Theo (Tetheo), gostaria de deitar no meu travesseiro (naná), mas senti vontade de fazer cocô(cocô é cocô mesmo, não é um gênio?). Depois encontrei meu irmão(imão) e meu pai (papai), que também queriam dormir (mimi) mas tiveram que dirigir (irigi). Então resolveram tomar suco (cuco), enquanto eu tomei leite (mamá) segurando a chupeta (Pepe). Minha mãe (mamãe) tem medo de sapo (papo), mas gosta de cachorro (auau).”

Finda a explanação, Theo olha pra mim e fala: “Bô mamãe”, me enche de beijo, vira e dorme!

Agora fala pra mim se não vai ser o orador da turma?

7 comentários:

Fá, Mãe da Ana Luiza e do Gustavo! disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKK... só mãe pra traduzir o nenezeis!! kkkkkkkkkk

Beijokas

Nai disse...

kkkkkkk
Meu bebê tem 1 ano e 8 meses e sei bem como é o nenenês!
Agora ele aprendeu a fazer carinho sem deixar ninguém roxo. Ele pára com as mãos de estátua, arregala o olho e vem bem devagar quase sem encostar passando a palma das mãos no nosso rosto, um sarro.

Beijinhus
Nai

Sol! disse...

Fá! vc deve estar Phd em nenenzêis já hahahaha Fala se não é uma língua que só a gente entende???

Nai, sei bem o que é a fase de aprender a fazer carinho viu! Qdo são mais novos rola um esquema mulher de malandro né não? te amo mas sento a mão na sua cara tá mãe???

mas que figura com mãozinha de estátua hahahahahah Tipo, calma, calma, tá chegando, agora pode fazer carinhoooooo hahahaha bjo

Maura disse...

Muito esperto!!!!!!1 Hehehege!!!!!!!

Tô passando pra contar que, enfim, voltei a blogar e postei umas fotinhos da minha filhota pra vcs conhecerem!
Um abç,
Maura, mamãe da Sophia

Diane Lorde disse...

Seu filho vai ser orador junto com o meu que também este mês completará 1 ano + 8 meses e tem o mesmo vasto vocabulário..rsrs

Sâmia disse...

Me mijei de rir aqui também. Vai ser demais esse moleque!
:)

Mari Hart disse...

Muito bom!!! rsrs!!!! Chega uma fase que parece que engoliram um papagaio! Te prepare!!!