sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Abortos pulmonares, equipes de resgate e "só doi quando eu respiro"

Não sei se foi o cigarro, a cerveja, o frio, o tempo seco ou as semanas a fio indo pro buteco toda noite..só sei que meu corpo finalmente entrou em colapso! Bolas atrás da orelha, uma tosse horrível, dores no pulmão direito, olhos lacrimejando enfim, era praticamente o Armagedon se manifestando em todos os meus sentidos.
Eu tinha que tomar uma atitude! Mas qual???
Pronto Socorro?
Não...tenho medo de morrer naquelas macas de corredor que sempre passam no Jornal Nacional, nas mãos de algum médico boliviano que amputou minha perna direita ao invés de fazer uma inalação.

Todas as pessoas que dirigiam estavam fora de casa, me contorcia sozinha tentando não tossir ainda mais para não completar o aborto natural que sofria o meu pulmão direito. O desespero tomou conta de mim, e repentinamente preocupações que antes eu nunca tinha tido pipocaram no meu pensamento:

"Se eu morrer agora, quem irá no meu enterro?"
"As pessoas vão se lembrar de mim como se eu nunca tivesse feito nenhuma merda durante a vida?"
"Vão me passar aquelas maquiagens anos 80 quando eu estiver no caixão?"
"Caralho, eu nem experimentei todas as drogas que eu queria!"
"Cadê a porra da minha carterinha do plano de saúde?"
"Eu quero minha mãe!!!!!" (Tudo bem, esse pensamento já tinha passado pela minha cabeça, várias vezes, mas eu tenho que manter a minha fama de durona, então vamos fingir que foi só nesse momento de extrema necessidade!)

Ilhada entre o aborto espontâneo de um pulmão, o sumiço da carteira do meu plano de saúde e um breve ataque alérgico relacionado à maquiagens dos anos 80, não restou mais nenhuma opção a não ser... Ligar para um ex-ficante. Sim, eu apelei, e isso vai contra todas as regras das mulheres solteiras de 20 e poucos anos que ainda conservam o mínimo de caráter, mas se tratava de um Armagedon, e eu precisava de um ombro amigo (ainda mais se o ombro viesse acompanhado por um braço da largura do meu pescoço!).
Em poucos segundos meu resgate chegou, sendo composto de: um ex-ficante, a Bocão chingando a atendente do plano de saúde, a Cúia, excepcionalmente branca, correndo pelo Restaurante Universitário da Faculdade tentado encontrar alguém que dirigisse e a Baby já tirando o carro da garagem.
Cheguei no Hospital escorada no ficante e a cada suspiro eu sentia que meu pulmão estava prestes a ser realmente expelido pelo meu corpo.Fui ao banheiro e tirei o sutiã pra respirar melhor e tive que agüentar o guardinha do hospital de olho no meu farol aceso. Nem morrendo a gente tem um pouco de paz...
Resultado da Aventura:

  1. Vou ter que ficar três dias de repouso, ainda bem que esse é o terceiro e último, e hoje eu já posso ir pro bar.


  2. Nunca mais ando com carteiras de plano de saúde vencidas, e estendo o conselho a qualquer mulher solteira que more longe dos pais.


  3. Vou deixar um testamento, pedindo que o Duda Molinos faça meu make up no velório, porque morrer com a cara da Sônia Braga em Dancin´g Days é muita humilhação!!!


  4. Contratei um jagunço e dei pra ele a lista de todas as pessoas que eu espero que compareçam ao meu enterro. Portanto, se eu morrer, apareça pra me dar adeus, ou você pode acabar tendo o mesmo destino que eu!


  5. Passei minha doença pulmonar para o ex-ficante, mas enfim, ele é maior de idade e vacinado, sabia o risco que corria! (sim eu estou sendo má, o cara realmente foi um fofo e eu sei que terei de retribuir a gentileza...)


  6. Por último, porém não menos importante, descobri que tenho amigas que nunca me deixariam morrer de aborto pulmonar, que com certeza compareceriam ao meu enterro e que jamais, em hipótese alguma, permitiriam que eu fosse enterrada com cara de Madona quando ela ainda era puta e não lia a cabala.


Meninas, obrigada! Pela preocupação de todas e pelo senso de humor até nas horas mais difíceis!



Amo vocês!



Ass: O Pombo Mais Legal desse mundo!!!



Ps: com a licença poética do "só doi quando eu respiro", já que meu aborto pulmonar me fez sentir na pele essa emoção...

13 comentários:

Mayara disse...

"Pronto, vo te q queimar a cara dela"...to brincando!!rs..
Mas pronto, vc me fez rir de verdade á 200 km de ditância e num dia não tão simpático....
E como contra fatos não há argumentos, realmente o nosso senso d ehumor refiando atinge os diversos locais e momentos..
Ah, vc lembra q no ponto alto da sua asfixia, saindo dakilo q vc chama de quarto, vc olhou bem pra cara do Capitão do Mato e falo pra ela: "se for pneumonia eu juro q te mato"....acho q foi a primeira vez q eu não ri das suas piadas sacanas, afinal d econtas, eu tava branca!!

Amor,´sua equipe de resgate está sempre á postas seja pra tirar duma janela de balada, dun louco numa cervejada, pra mete á mão num jabutiloko ou até qnd seu pulmão está sendo perfurado (tenho q confessar q na hora eu pensei naquele poema "pneumotórax", bem erudito, eu sei)..rs
bom saber q vc faz parte d aminha equipe de resgate tb...principalmente qnd um loko liga lá da pqp pra me deixar com uma cara sorumbática e taciturna q mete medo!!!

manda um bjo meu pra cada uma!!

Ana Paula disse...

Ahahahahahaha. Muito bom!!! Prepare-se! Quando vai chegando aos 30, o estado de só dói quando respiro é constante e permanente... e não se trata de dor física não, porque essa a automedicação resolve!!!

Bjs

Kinn disse...

Faça um comentário !!!
JURO QUE � ISSO QUE TA ESCRITO AQUI EM CIMA!!!

"Mas ent�o n�... aiii voce v�.. oloco meu, brincadeira!!!"

O Sol!!!(ta, se alguem ler isso vai estranhar o fato de eu me referir a Sol como feminino, mas enfim, o sonho de toda bicha � virar uma estrela... vai que muito tempo atras uma realmente conseguiu...)

mas ent�o... O Sol!!! ta vendo que que acontece quando a gente resolve que brincar com spray d'agua � legal ??? eu chamaria de castigo divino, mas eu gosto de voce ent�o me abstenho

alias, falando em absten�o, sempre me ensinaram que alcool mata os germes... n�o seria ent�o o caso de irmos para o bar encher a cara ??? eles nem v�o saber oq aconteceu... - e na pior das hipoteses, a gente tambem n�o... e nem vai lembrar depois...

Alias, da ultima vez que eu bebi, acordei ai na tua sala de televis�o... o que me remete ao fato de que, passado o teste do teu blog - engra�adissimo, alias - acho que me encontro apto a me mudar para o Haras a qualquer tempo... sendo que este tempo qualquer pode ser muito em breve, j� que a galera aqui do Baga�o anda me chamando de perturbado, pomba gira e coisas do genero...

Independente das minhas condi�es de moradia e propostas irrecusaveis a respeito do assunto, queria dizer para finalizar que gosto muito de tua amavel pessoa, e portanto, te desejo sinceras melhoras... at� porque, detestaria ver-te maquiada ao estilo dancing days... e como o que eu detesto, eu n�o fa�o, provavelmente um jagun�o viria para por fim a minha humilde existencia, o que, do meu ponto de vista, seria funesto... hahaha

ent�o, por favor, cure-se!!!
Beij�oooo

Joaquim!

Kinn disse...

PS: tenho a ligeira sensação de que o relogio do blog ta meio errado....

Sol disse...

Mayara, ou Cúia, a sua cara lembrar do pneumotórax enquanto eu morria de abortinho! mas que bom que pelo menos te fiz um tanto feliz! hehehe

Ana Paula, se vcs sentem esses abortinhos pulmonares constantemente eu realmente pago um pau absurdo pra vcs...e quero morrer antes dos 30! hehehehehe

Ok Kin, eu vou pro bar!
Mas sem beber nem fumar hj!!!Vou só fazer um social...
To com trauma daquele hospital e seu guardinha tarado!

Merda, quanto tempo será que meus anitcorpos levam pra vencer uma quase-pneumonia?

Sol disse...

é...esse relógio tá bêbado

Sol disse...

até ele! hehehehehehehe

Sartorato disse...

Pô, que coicidência, eu acabo de me recuperar de um piripaque também. Mas no meu caso, meu estômago passou dois dias abortando TUDO que tava lá dentro. Coisas que eu não tinha visto entrar...

Thais disse...

Como assim? vc quase morreu entao? essa historia eh mesmo veridica??
no começo eu fiquei comovida... mais ao desenrolar da historia ... tenho q te conbfessar dei risada...e a ideia do jagunço eh mt boa!
vou fazer idem!
Mais tenho algumas duvidsas...
axo q vc terah q desenhar ...
bom mais depois vc me expolica melhor!!!
cuide se entao!!
um super beijo!!!
da sua irma
negra

Doutor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sartorato disse...

Pode, claro. Vou fazer o mesmo.

Luis Gustavo Cardoso disse...

só penso, agora, numa palavra:

"tremendamente"

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom