segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Minha prima vai casar...


Todo mundo sempre ouviu falar da crise de meia idade. Os cinqüentões começam a fazer plantão na porta dos cursinhos pré-vestibular e as coroas entram na faca pra ficar com um corpinho de 20. Mas ninguém nunca discutiu sobre a crise do 1/4 de vida. Sim! Ela existe...e eu sou a prova viva disso. Eu admito, 1/4 é realmente uma perspectiva otimista... 23 multiplicado por 4 dá 92...

O único ser que eu tenho notícia de ter vivido até os 92 foi o tal do Linus Pauling (é, aquele da infame tabela!) tudo bem que foi à base de overdoses de vitamina C. Além de eu não ingerir doses cavalares de vitamina C, existem agravantes. Porres semanais, noites mal dormidas e o famigerado cigarro... Na verdade a minha crise de 1/4 de vida nada tem a ver coma vitaminas ou tabelas. São problemas muitíssimo mais sérios...

Algumas semanas atrás foi quando tudo começou... Era só mais um dia como outro qualquer, eu escovava os dentes pra ir pro estágio quando de repente percebi que, estivesse eu de boca aberta ou fechada, umas preguinhas permaneciam intactas nos cantos dos meus olhos. Eu estava com rugas! Na verdade não são muito bem rugas, mas um breve projeto delas! O suficiente pra me deixar apreensiva e com a certeza de que ia ter que comprar uma base nova.

Uns dias depois, fazendo a contagem regressiva pra entrega da minha monografia, me dei conta de outro grave indício da crise. Eu só tenho mais 4 meses pra perder a pança que cultivei durante 5 longos e intensos anos de buteco. A tarefa é árdua, já que meu metabolismo não é mais o mesmo...

Porém o golpe de misericórdia eu recebi na semana passada. Eu já estava quase me acostumando com as ruguinhas, tinha enxergado até um certo charme nelas (mesmo assim comprei um Renew Lifting Tridimensional, apesar de não fazer a mínima idéia do que seja um lifting tridimensional...). A pochete é uma questão de tempo e emepenho na academia. Mas surgiu um problema que não tem solução. Minha prima vai casar. Mas não é qualquer prima. É aquela que eu segurava a franja pra ela vomitar; que estava presente quando eu barangava nas baladas; aquela que me ensinou a dirigir falando no celular, fumando e tomando cerveja ao mesmo tempo... Era uma prima que, assim como eu, não ia casar, e que seria meu álibi durante as festividades familiares.

Minha primeira reação foi óbvia, prontamente perguntei: "Você tá grávida?"

Não...ela não está grávida, ela não namora a mais de oito anos, ela não é uma baranga e não vai dar o golpe do baú! Ela vai casar porque quer, e isso é ainda mais grave.

O que me resta é me conformar, passar meu creminho anti-rugas todos os dias e me empenhar pra perder a pança até a data do casório. Provavelmente eu vou ser aquela prima bêbada, que queima a largada da festa, comenta com a família do noivo sobre todos os ex-namorados da noiva e acaba a noite beijando um garçom do buffet de 19 anos que só consegue se expressasr através de onometopéias.

Certo estava o Linus Pauling, que com 23 devia encher a cara de Cebion efervecente e aproveitar o barato que dava pra criar tabelas horizontais que devem ser lidas na diagonal!

3 comentários:

René Moraes - Ele mesmo. disse...

Certo estava o Linus Pauling
hahahahhahahahahah
com toda certeza!
hahahhahahaah
muito bom Sol! Tô cascando o bico por aqui...
confesse mais vezes
bjs

Ana Paula disse...

Puta merda! Grande post! Ri um bocado!!!

Se tu com 23 tá nesse desespero imagina eu com 29? Tô ficando apavorada! 99,9 % das minhas amigas casaram e até filhos já tem. Eu não comprei renew liftin nem tri nem bi dimensional e os projetos de rugas já se transformou em rugas de verdade... Da barriga eu não quero nem falar, porque eu não tenho plano nenhum de trocar cerveja por cebion... afinal como vou viver feliz com tantas contingencias? Ahahahahaha

Bjs.

Ana Paula

coizinha disse...

geeente
eu rolei de tanto que ri...
adorei!!!