quarta-feira, 22 de junho de 2011

Cola o seu retrato (junino) no meu, Pra ver se cola

Junho é sempre um mês legal pra minha pessoa. Tem dia dos namorados, e eu ganho presentes fofos do Big, depois é meu aniversário, e eu ganho presentes fofos de todo mundo (olha que pessoa querida eu né?) e tem as Festas de São João.
Eu era meio traumatizada com festa junina. Porque pensa comigo, morando no interior, aniversário no meio de junho TODAS  as minhas festinhas de aniversário eram a caráter São João!
Festa Junina da Mônica, Festa Junina dos Ursinhos Carinhosos, festa do Power Rangers junino (tá, essa é mentira)... Enfim, eu até gostava da quadrilha, das paçocas, de pescaria mas né, tem limite. E o pior EU NUNCA ERA A NOIVINHA.  Na escola eu não era porque eu era feia. Sim, eu sei, vocês vão querer me consolar dizendo que agora eu dei uma boa melhorada (hohoho) e que o buyling todo já passou, mas o fato é que eu era bem zoadinha. Aparelho externo nos dentes (ortodontistas do Brasil, obrigada por não mais obrigar crianças a usar esse tipo de instrumento de tortura, e Ah! Dr. Ademir, meu ortodontista da infância, obrigada por ajudar os bulinadores da minha escola); eu usava óculos de grau de gatinho sabe? Daqueles que deixam qualquer um com cara de idiota, tinha cabelinho Chanel porque minha mãe resolveu não dar mais opinião nos meus cortes de cabelo após o evento Chitão em 1989 (e também porque era época da novela “A usurpadora”). Enfim eu era feia e não, eu não vou colocar nenhuma foto dessa época aqui porque se ela teve uma parte boa foi a parte em que acabou!
Só em caráter ilustrativo/didático, eu era mais ou menos assim (mas a armação do meu óculos era rosa porque eu sou mocinha) mas sem ser a Katy Perry - detalhe importante esse.

Mas o Cabelo era mais ou menos esse aqui ó:

Sim pessoas, era chanel + topete + franjinha "falsa"e o Celso Kamura cortando os Pulso em 1991.

Voltando aos assuntos juninos, eu era feia, como já muito bem expliquei, e nunca seria portanto a novinha da festa junina. E ninguém nunca pensou em me vestir de noivinha nas minhas festas de aniversário juninas, o que dava espaço para outras meninas virem de noivinhas e eu ficava lá, me arrastando pelos cantos de batom-blush na bochecha, pintinhas e chapéu que já vem com tranças. Resultado óbvio: Trauma.
Enfim, eu evitei comemorações juninas até ano passado, porque eu posso até ser traumatizada mas nem por isso o Theo não vai poder dançar ao som de “pula a fogueira ia iáaaa”. E esse ano festa junina aqui em casa foi em dose dupla, porque o Lil' Big também fez uma super performance a caráter no colégio dele.
Então lá fui eu para todos os preparativos juninos que me cabiam no papel de mãe e boadrasta.
Passo 1- Camisa Xadrez. Andei viu. Andei muuuito e não achava camisa xadrez número 10 por menos de 60 paus. Oi? Alguém sabe quem foi o gênio que inventou que camisa xadrez tá na moda? Agradece ele por mim e diz que graças a ele minhas comemorações juninas saíram muito mais caras do que o esperado! A camisa do Theo ele já tinha ganho  de herança de um priminho. Yes, nós reciclamos roupas!
Passo 2 – Chapéu. Fácil, loja de 1,99.
Passo 3 – Remendos. Aí que eu fiquei arrasada porque minha mãe fazia remendos ótimos nas nossas roupas, em formato de coração, estrela, violinha e por aí vai. Mas cadê a habilidade artística e o tempo quando a gente precisa hein?
Roupas ok, fomos pras festas, do Lill'Big num sábado e do Theo na sexta seguinte. Na verdade só fomos na festa do Lill' Big porque a do Theo foi fechada só pras crianças da escolinha. Muito pula fogueira, olha a cobra, paçoca, cachorro quente, quentão e vinho quente e cervejinha pros pais. A festa tava linda, o Lill'Big também, todo na estica de caipirinha. Quando ele foi dançar o Big chorou porque né, super emocionante a coreografia com narrador que grita “balancê”(oi?). Na verdade ele chorou porque ele é um cara de 2 metros de altura recheado de muito amor cremoso por dentro, mas como uma cobertura crocante de orgulho por fora. Rá. Melhor descrição Ever! Te amo Pre!(ok, voltando ao texto)
Na sexta fui arrumar o Theo e resolvi que já que a roupa não tinha remendo eu ia pelo menos fazer uma barbinha nele, estilo Nhô Theo! Já pensei comigo, vou ter que amarrar né, pra desenhar bigode na cara de bebê de 1 ano e 8 meses. Que nada! A hora que ele me viu com o lápis de olho em punho ficou quietinho e depois dançou em frente ao espelho todo orgulhoso da puberdade precoce. Nem preciso falar que ele tava irresistível né?
Mandei a máquina fotográfica na mochila e rezei pras tias não esquecerem de tirar bastante foto. No fim do dia, corri pra buscá-lo e assim que chegamos em casa fui ver as fotos na máquina claaaro. E lá estava ele, todo lindo, de caipirinha, sentado num banquinho, bem pertinho DE UMA MENININHA VESTIDA DE CAIPIRINHA. Oi? Perai, vamos pra foto 2 na qual ele deve estar curtindo a balada junina com os amigos. Foto 2 era ele e A CAIPIRINHA TOMANDO UNS BONS DRINK MAMANDO! Foto 3 Theo e A CAIPIRINHA enquanto Antônio segura vela. Foto 4 Theo e A CAIPIRINHA com cara de que foram pegos no pulo.
Ok, ok. Eu tinha visto o suficiente. Preciso falar que eu morri? Bom, a Caipirinha chama Gabriela, o Theo chama ela de Bibi e a tia da escolinha falou que os dois simplesmente se A-DO-RAM! Se enchem de abraços e beijos toda vez que se encontram e estão sempre juntos. Minha conclusão. O Theo tem uma namorada!
Conformada com o primeiro relacionamento amoroso do meu filho de 1 ano e 8meses (oi? bebi?alguém me joga água na minha  cara por favor),  Fui salvar as fotos juninas no computador e foi aí que eu vi o truque. Na última Foto onde a caipirinha aparece o Theo está com a mamadeira dela na mão enquanto ela faz cara de quem não está gostando nada disso! Ou seja, o xaveco todo foi só pra afanar a mamadeira dela! Rá! Meu filho não tem namorada! Ou eu sou uma mulher totalmente descontrolada que prefere se enganar do que ver fotos do filho com a amiguinha e cantar mentalmente “cola seu desenho no meu, pra ver se colaaaa”.
Obs: O texto ficou ENORME, espero que alguém leia hahaha. Beijos juninos com cheiro de pinhão pra vocês.

17 comentários:

mayara. disse...

HAHAHAHHA
Muito bom!

Queria ver o Theo de Nho Theo! Deve ter ficado uma fofura!

Bjos Mari!

Sol! disse...

Gata, eu sei q faltaram fotos, mas eu tenho um certo medinho de colocar fotinhos aqui... Vai lá ná pag do blog no face, fou tentar subir algumas tá? bjo

Afrodite disse...

Não só li como ri em umas partes e me emocionei em outras...a declaração pro Bigo foi the best!
Aproveite esses momentos em família!Não tem preço!
Beijo e parabéns pra vc,ok?

Adriana a Faladeira disse...

Eu li, e adorei. Bjs

Luciane disse...

ai adorei toda sua dedicação pra arrumar seus meninos pra festa junina...

liga não eu tbm nunca fui noivinha de festa junina... humpf!!!

ri muito imaginando vc vendo as fotos do theo e a "namorada" rsrsrsr

bjus

Patricia Pio disse...

li tudinho e reli....kkkk amei a parte do Celso Kamura cortando os pulsos!kkkk e claro a definição do amor cremoso....abraço

Claudia de Paula disse...

KKKKKKKK ri muito ! Voce e' uma otima escritora ! Fiquei curiosa pra ver as fotos do baby.Deve ter ficado muito fofo ! Eu coloco fotos da minha filha no meu blog,sem problemas.E' so' colocar uma "water mark " do seu blog.Fica dificil de copiar...

Falando em blog,o meu esta completando 3 anos e pra comemorar estou fazendo um sorteio(mais um motivo pra gostar do mes de Junho rsrs).Passa la' !

Bjs !

claudiaskingdom.blogspot.com

Carolina Mendes disse...

Li, adorei e dei muuuuita risada!
Sabe que eu só foi noivinha uma vez, né? Mas não pq eu era popular ou a mais bonita da sala... foi porque a minha avó era a única vó da turma que costurava, e as outras mães preferiam não ter que procurar vestidos de noivas pras minhas colegas... rsrsrsr
Mas também foi a única vez! Depois disso a minha popularidade nunca mais foi a mesma e, na minha formatura do pré, enquanto as bonitas da sala se vestiam de lua, estrela, flor... eu era o abacaxi!!!
Join the club!!! rsrsrs

Tati disse...

Eu AMO o seu blog. Sério. Amo de paixão. Vamos nos juntar e escrever um livro?
BJssss
Tati
PS: Eu sempre fui a noivinha da festa...por isso eu não casei.

Sol! disse...

Ai Tati, juro que eu sempre quis escrever um livro hahahahahaha Mas sei lá, falta idéia, tempo, tema, criatividade, cerveja hahahahaha
Mas adorei a idéia! Acho que a gente podia mesmo amadurecer! Vai que rola né?

Tati disse...

Sol...eu super acho que podemos falar mais sobre essa ideia do livro.
Ia vender como água!!! (Quase nada se achando a pessoa...hahaha)
Beijos

Sâmia disse...

hahahahaha
Peraí que cheguei até a parte do Celso Kamura cortando os pulsos morrendo de rir. Quando eu conseguir parar leio o resto.

Sâmia disse...

E houve boatos de que festinha na escola é estar na pior. Pohaaan!

Theo e Bibi arrasando nos bons drink!

Ah, e libera o romance porque a Bibi caipirinha é linda!

Larissa Santiago disse...

quanto tempo que eu não venho aqui!
Você, boa como sempre SOl. Posta uma fotinho do babys pra gente ver.

beijos saudosos

Flá Costa * disse...

hahahaha
morri aqui (de rir!). muito bom!!! e eu tambem tinha o cabelão chanel - clichê né? POrque todas as mães de filhas com cabelo liso fazem isso? - e franjinha.

Beijucos

Melissa. disse...

Sinto falta de passar aqui e ter sempre algo pra ler, Sol :S

Laiz disse...

kkkkkkkk
Sabe que eu também tinha pavor de festa Junina???? Eu era a mais alta da turma aí todo ano caía pra dançar com um menino muitooooooooo chatoooooooooo (que tirava meleca de nariz!)....todo ano achava que iríam me mudar...mas não... ele era o menino compatível com a minha altura. Meus pais empolgadíssimos tiravam um trilhão de fotos...e todassssssssss sempre eu estava de cara fechada...porque detestava o meu amiguinho de dança.Ainda bem que meu par agora é bem gatinho!!!Bjoooooooooooo